Repensando a literatura no Ensino Médio I

Que coisa mais louca a educação no Brasil. Em um momento você consegue ver com bastante clareza o melhor futuro – dentro das salas de aula – alunos ávidos pelo novo e necessitados de conhecimentos para poder usufruir suas vidas e lutar por seus direitos, por outro, essa mesma chance sendo desperdiçada pela falta de investimentos e pela postura servil de grande parte dos agentes da educação.

Este ano mudei de ciclo de ensino. Tenho trabalhado no ensino médio da rede pública estadual de SP. Os desafios são ainda maiores. Se no fundamental II, a maior parte do tempo fazia sentido ensinar a arte da leitura, no Médio é preciso trabalhar quase que full time este conceito. Esta semana me surpreendi com a dificuldade de leitura dos alunos. Pedi para eles lerem individualmente e em silêncio o conto A cartomante de Machado de Assis, presente no volume 1 do caderno do 2. ano do Ensino Médio da tão criticada e polêmica proposta curricular e agora currículo “guela-abaixo” da educação estadual. Em uma sala de quase 40 alunos, apenas 5 conseguiram ler e entender a narrativa até o fim. Pelo menos o fio narrativo, digo, seriam necessárias muitas aulas para desvendar os segredos, comentários e ironias machadianas. Não via a hora, é claro, mas é quase impossível aprofundar-se tanto no momento, em vista de tamanha dificuldade da turma. Uma pena, adoraria “ler” mais com eles.

É o único conto do volume inteiro, terei que recorrer à biblioteca, que precisaria de um acervo muito maior do que tem, com no mínimo 30 volumes de um mesmo título. Se o houvesse ou se tivesse oportunidade de escolher, começaria com uma literatura contemporânea de qualidade do gênero conto ou romance e depois adentraríamos os mundos de Clarice, Guimarães Rosa, Franz Kafka, Scott Fitzgerald, Salman Rushdie, Haruki Murakami e muitos outros. Por enquanto vou me contentar com O primo Basílio de Eça, o único nas condições acima mencionadas. O que não pode é deixá-los sem ler dentro da escola.

Em certa aula, conversando com os alunos, perguntei onde eles “iriam ler” se não fosse na sala de aula ou em outros ambientes da escola, é lógico. E poucos ou raros me afirmaram que liam em casa. “Então, disse a eles, chega de Blá-blá-blá e mãos à obra”. Optamos por ler no ato. Ler Eça de Queirós, considerando tudo que já disse, será difícil, mas vamos nos virar, ” nos virar”, em outras palavras, é a alternativa quando não se oferece educação de qualidade desde a pré-escola.

Por essas e muitas outras que tenho repensado a literatura no Ensino Médio. Ainda na ATPC de hoje discutimos muito a necessidade de os professores serem ouvidos e, mais do que isso, de suas reivindicações serem atendidas. As reclamações são as mesmas em todo o estado, um professor de nossa escola disse que trabalhou em três diferentes diretorias de ensino nos últimos anos e em todas, as reclamações e sugestões eram as mesmas, ditas à exaustão neste blog, e atendidas “raramente ou nunca”.

Por isso chego a conclusão de que falta apenas um elo para nos unirmos. O senador Cristovam Buarque cita incansavelmente em seu twitter a opção da federalização. Será a solução? A maior parte das políticas perpetradas há duas dezenas de anos joga no ralo a possibilidade de uma transformação na nossa sociedade. Precisamos impedir isso. Criarmos esse elo, sermos mais fortes e exigirmos através de diálogos, reuniões e… protestos, se for preciso, melhores condições para realizar nosso trabalho e mais valorização pela atuação de nossa profissão. Afinal, nenhum país mudou verdadeiramente sem começar pela educação de seus súditos.

20140311-230502.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s