A boa literatura nas escolas (ou como O último suspiro do Mouro conquista leitores)

Multiplicar leitores é uma das maiores tarefas da educação brasileira. Uma das mais difíceis, primeiro porque temos pouquíssimos leitores de verdade no Brasil, ( só leitores formam leitores ) ou que pelos menos conheçam uma vasta gama de autores e estilos e gêneros diferentes para que possam não ser inundados pela vasta campanha marketeira de leitura, que esconde, sem dúvida, grande parte da boa literatura que é publicada todos os anos, ou traduzida de autores contemporâneos.
Por isso, devemos evitar armadilhas. Projetos de leitura mal elaborados travestidos de idéias vagas na escola. Para evitar estas armadilhas os professores devem estar preparados e ler o melhor que a literatura oferece. Precisa gostar de histórias, saber ler as histórias para seus alunos e incentivar a leitura concentrada e individual.
Em contraponto a esses projetos pasteurizados, sempre leio para meus alunos ótimos contadores de histórias. Hoje eles quiseram ouvir-me ler um trecho do romance que leio de Salman Rushdie, “alunos são curiosos em saber o que estamos lendo.”
E me surpreendi novamente com a reação apaixonada deles. Mesmo se tratando de um autor cerebral, a articulação e o poder de O último suspiro do mouro fascinam. Vale lembrar: é evidente que um jovem do ensino fundamental não consiga ler romance tão complexo – e se o consegue é raro – porém são os trechos que eles adoram, e nada melhor do que ler o que há de melhor e mais apaixonante de um dos ficcionistas mais fantásticos de nossa época.
Pude ler o capítulo 16, um trecho em que o Mouro é preso injustamente, logo depois do suicídio da amante. A idéia de terror, injustiça e crueldade permeou a atmosfera da aula, porém o que ficou ressaltado, sobretudo, foi o elogio ao amor que o Mouro faz na narrativa -tão evidente e tão belo. Foi uma bela mensagem para esta aula.
Pudemos debater também um pouco sobre a sentença de morte que o autor recebera quando publicara Versos Satânicos, e perceber o quanto o mundo é estranho e, o quanto este período de reclusão da Fatwa influenciou O último suspiro do Mouro.
De uma experiência, muitas coisas:
Cuidado com determinados projetos prontos de leitura, muitas vezes não cabem no seu contexto, em outras são muito limitados em vistas de tanta literatura boa por aí; mais, o argumento do selo MEC, não raro “ só torna a tolice oficial “
Também temos que ler para nossos alunos ótimos autores, os consagrados, no bom sentido. Mas que também nos levam a outro mundo, outras situações, outras vidas.

O_LTIMO_SUSPIRO_DO_MOURO_1326744839P

Anúncios

Um comentário sobre “A boa literatura nas escolas (ou como O último suspiro do Mouro conquista leitores)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s